Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Carnaval

Não gosto de carnaval, samba, desfile, fantasia, essas paradas todos me enervam, a única vantagem do carnaval são os dias que fico sem fazer nada, sem fazer nada mesmo pois se você for viajar se fodeu porque vai ficar no transito por horas a fio, vai ficar procurando lugar na areia durante metade do dia e a outra parte do dia será discutindo com seu vizinho de guarda-sol que está jogando areia na sua canga ou roubando sua cerveja. Por esses motivos ou fujo pro interior ou fico por aqui mesmo. Há uns dez carnavais aconteceu essa pérola, alguns nomes foram alterados para manter a confidencialidade das pessoas.
Enfim carnaval !!! - Gritamos em coro, apesar de todos nós sermos roqueiros de carteirinha, e não termos nenhum samba no pé adorávamos o carnaval, onde era possível se afogar na manguaça e provavelmente se atracar com alguma menina desavisada de nossas intenções.
O plano de "ataque" já estava pronto em nossas mentes, partimos em direção à praça Silvio Romero na Zona Leste, por que tão longe? Não sei lhe dizer... Sei que lá tinha umas batidas muito boas, partimos em direção a ZL, eu, Miguel e Lucas (os nomes foram alterados pra preservar a vida dos cidadãos)...
Ao descermos na estação Tatuapé, iniciamos uma discussão sobre o que iramos beber, afinal  a intenção era chapar o globo, até que achamos um mini-mercado, tinha de quase tudo, vodka, whisky, conhaque, tequila, pinga... O whisky foi o escolhido, pois era o melhor custo benefício,  pegamos uma garrafa de Fanta e partimos para a Praça. Chegando lá já descolamos uma mesa e uns copos e começamos a beber... quando ainda tinha mais de 3/4 da garrafa, decidimos ligar pra umas meninas que tinhamos conhecido a umas semanas antes, que falaram que em meia hora estariam lá...
Ficamos bebendo e esperando essas malditas... que chegaram quando faltava pouco menos de dois copos de whisky e muito mais de meia hora passada... todos nos já chapados, a recepção para elas foi no estilo:

- Meia hora?!?! Vai se fuder...hic...  nem precisa mais sentar com agente... hic... porra meu tô muito chapado... hahahhaa

Não sei te dizer por qual  motivo elas ficaram putas e foram embora sem mesmo tomar um gole sequer da nossa mistura Fanta Laranja com Whisky Drurys...

Tratamos de zerar a mistura doentia e partimos de volta para a Zona Sul (home sweet home)... mas o nosso estado era de alucinação total...
Ainda na estação, na plataforma do metrô, conhecemos uns caras que tinham uma banda, junto com eles tinha uma garota, qual eu virei para ela e perguntei:

- Pô, se eles são uma banda, você é o que?? Groupie???

Vi nos olhos dela o ódio crescer e a vontade de me matar assumindo formatos verdadeiros até que ela respondeu:

- Não!!! Sou irmã de num-sei-quem-lá (te juro que não recordo de quem ela era irmã)...

Pegamos o mesmo metrô e continuamos conversando e de vez em quando alguém (eu) inventava de fazer montinho, voadora do metrô (ficar segurando nos ferros superiores e dar com os pés nas costas de alguém), corridinha sem as mãos (pode ocasionar, sem os dentes também) essas brincadeira que quando se está bêbado não dói, mas no dia seguinte dói até o cabelo.

Baldiação na Sé... zueira, gritos e beijos para todas as mulheres que passavam, afinal todas eram bonitas, benefício do álcool...

Linha Azul... a banda continua com a gente, eles estavam indo tocar na 13 de Maio, não me lembro ao certo se era no café aurora, ou piu-piu ou alcatraz... Nos chamaram para ir assistir eles, mais nossa grana não era muita e a coragem também não..

A banda desceu e voltamos a ficar planejando o resto da noite... até que alguém (não fui eu, isso eu sei) deu a idéia de ir para a casa da Luz Vermelha, ou casa das Primas, ou casa de Massagem ou do jeito que você queira chamar. Não gostei muito da idéia, porra agente tá no carnaval, pra que pagar por uma coisa que seria fácil de se conseguir di gratis... mas o Lucas tava meio que apaixonado por uma Prima, então ele nos convenceu.

Chegamos no puteiro (agora todo mundo sabe o que é!!!rs), o baguio tava cheio, até hoje não sei ao certo se furamos fila ou se a "paixão" do Lucas nos passou na frente... sei que meu estado não me permitia subir com uma prima e também estava com pouco dinheiro, esse que devia durar o carnaval todo. Fiquei sentando no sofá esperando os caras fazerem o serviço e irmos pra casa.

Esperei, esperei, esperei e dormi...

Acordo assustado com o Miguel gritando com a puta, mas tava até parecendo uma briga de casal:

- Vai sua Puta... eu nem queria te comer mesmo,  você é uma vagabunda, sua puta do caralho, vai se fuder.

E o segurança do prostíbulo já subindo as escadas para "retirar" o bêbado da casa, tentei amenizar a situação. Não ajudou muito, estava eu sendo empurrado escada abaixo pelo segurança e o Miguel tomando uma senhora gravata dele, até que aparece o Lucas no alto da escada com uma puta cara de sono, de cuecas... olhou durante uns 30 segundos até que a ficha caisse, entrou devolta no quarto se vestiu e desceu. Resumindo, fomos expulsos do puteiro. O Miguel pagou e não comeu ninguem e o Lucas simplesmente dormiu enquanto a puta tomava banho...




2 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkk
    q porra vc foi fazer na ZL??????????????????
    Tava bebado antes ne????
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. porra meu.... é dificil de explicar!!! até pq naquela epoca eu tava sempre bebado.... huahuahuahauhaua

      Excluir